quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Retorno da brincadeira de papagaio de papel com linha de cerol nas ruas da cidade


             Gildo Mesquista foi das vítimas no mês de julho

Após fazer muitas vítimas no período de junho a agosto, a brincadeira do papagaio de papel com uso de cerol retorna para mais uma temporada.  Motoristas de motocicletas e bicicletas elétricas as maiores vítimas da brincadeira começam a ficar preocupados. Alguns acidentes já foram registrados e a Polícia Militar está atenta para recolher o papagaio de quem estiver soltando em locais de maior movimento.
Semana passada um garoto estava soltando papagaio nas proximidades da Praça da Liberdade e a linha com cerol atingiu o rosto de um condutor de uma motocicleta que foi levado ao Hospital Jofre Cohen para receber curativo.
A brincadeira quase tirou a vida dos mototaxistas Gildo Mesquita e Luís Gonçalves, mês de julho. Gildo sofreu um corte no pescoço quando estava trabalhando, a perfuração foi de 16 cm de comprimento e 4 cm de largura. Já Luís Gonçalves fraturou a perna em duas partes quando um garoto atravessou na frente da motocicleta dele correndo atrás de papagaio.

Providência

“Os pais das crianças precisam orientar os filhos para não soltar papagaios em vias públicas. Peço às autoridades que tomem providência nas ruas de muito acesso de veículos. A partir do momento que essa brincadeira mate alguém, quem perde são os parentes, deveria existir realmente uma lei que punisse essas pessoas”, disse Luís.
O subcomandante do 11º Batalhão de Polícia Militar de Parintins, Tenente Pantoja, relata que os PMs são orientados a reprimir a brincadeira em vias públicas.  “Se depararmos com a situação a polícia poderá encaminhar à delegacia para que seja responsabilizado criminalmente, se for menor o responsável terá que ser conduzindo. Não podemos tolerar essa brincadeira nas ruas da cidade, considerando o risco que pode causar a uma pessoa desprevenida, desatenta, conduzindo veiculo, bicicleta, ou até mesmo andando”, informa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário